Peixes


Além do entendimento de Áries, está Peixes, para quem o universo é naturalmente maravilhoso e estranho. Áries intui que deve respeitar a sabedoria de Peixes. Tudo depende da vontade de Áries: se quiser, pode aprender muito com Peixes.

E este aprende com Áries a ser mais pessoal, enérgico e assertivo. A enorme antena psíquica de Peixes de algum modo funciona bem com a intuição de Áries. Os canais de percepção são muito diferentes e a expressão também. No fundo, sabem que têm a mesma origem.



Uma relação proveitosa para ambos, que se apoiam e se nutrem de emoções, sentimentos e percepções variadas sobre a vida. Touro ensina peixes a ser mais obstinado e realizador.

Peixes ensina Touro a ser mais refinado e abnegado. Nas artes e na vida afetiva podem ter total sucesso, se outros fatores das cartas astrológicas de ambos confirmarem.


Os dois signos mutáveis estão em permanente tensão mas também dependência. Isso fortalece essa relação de aprendizado constante, por meio de conflitos e dificuldades.

O emocionalismo de Peixes não combina com o lado brincalhão de Gêmeos, mas ambos entendem o mundo como um lugar de experiências, em que é preciso manter a visão ampla.

Os dois signos do mesmo elemento se completam, pensam e sentem a vida da mesma maneira. O problema que pode haver é a falta de praticidade em colocar em andamento as maravilhosas idéias que ambos têm.

Devotados um ao outro e fascinados pela profundidade de seus sentimentos mútuos, podem viver um idílio amoroso feliz.


Esse é um encontro que parece conflitante, mas que tem algo para enriquecer ambos. Como são signos românticos, apesar de verem o amor de maneiras diferentes, podem se entender quando se trata de amizade ou companheirismo.

Peixes é devotado, como Leão. Só que este não abre mão de sua individualidade como o faz o outro. Com o tempo, a atração dá lugar ao conformismo.


Os signos opostos que se atraem na juventude, se desentendem na maturidade e se alimentam na velhice podem aprender muito um com o outro.

Na verdade, o sentimental Peixes faz Virgem entender que a realidade só serve como manifestação de algo que precisa existir antes. Por outro lado, Virgem ensina Peixes que é preciso organização até para fazer arte.


Um encantamento difícil de explicar pode atrair um ao outro. São feitos de matéria diferente, mas Peixes adora a objetividade da Libra, e este respeita muito os pressentimentos do outro.

O forte desta relação é romance – rápido como uma chuva de verão, mas inesquecível. E a produção cultural, é claro!


Aqui é o reinado da água: instabilidade e subjetividade demais. Escorpião sente, Peixes adivinha, mas esquece o que descobriu.

Um é disperso, pacífico, perdoa fácil as ofensas, o outro é um tormento ambulante, por vezes, o que assusta o sensível Peixes. No amor, no sexo e nos temas metafísicos e científicos, entendimento perfeito.

São dois signos mutáveis, versáteis, divulgadores... e inconstantes. Ora sabem para onde vão, ora escutam a intuição (Sagitário) ou o sentimento (Peixes) e se desentendem. Isso provoca brigas, apesar da forte atração e da sensação de familiaridade, que pode estreitar essa relação.

Sagitário se cansa da absorvência emotiva de Peixes, este se atemoriza com a brutalidade impulsiva do outro diante de suas lamentações. Mas Sagitário encontra em Peixes alguém que compreende seu sentimento de exultação com as demonstrações de fé e arte coletiva.

 

Compatibilidade em muitos setores, principalmente familiar e profissional. Ambos crescem e se enriquecem mutuamente. A imaginação e a delicadeza de Peixes restitui aquela paz ancestral que Capricórnio imagina estar apenas no cume de uma montanha inexpugnável.

Peixes aprende a transformar pelo menos um décimo de seus sonhos em projetos perfeitamente viáveis que trazem renome, recursos materiais e integração social. A arte é um campo rico de trocas e a reflexão sobre o mundo se amplia e aprofunda para os dois signos.

Habitantes de mundos paralelos, eles são tão diferentes em suas pretensões da vida que podem compartilhar a criação de algo melhor para muita gente. Funcionam na base do sonho e da aventura. Realizar, não é bem com eles. Um sente demais, absorvente que é, enquanto o outro, o Aguadeiro, quer viajar pelo espaço sideral, o que tolhe o primeiro.

Confusões de comunicação são comuns. A lógica fria do Aquário assusta Peixes, que sempre tem uma palavrinha de conforto para todo mundo. Seno amor há divergência, no plano material pode haver guerra - distraídos, esquecem compromissos e põem tudo a perder. Na profissão, porém, é uma maravilha!


Uma verdadeira loteria esse encontro! Podem passar um pelo outro e descobrir que seus infinitos se cruzam, mas também podem, distraídos que são, nem se darem conta que existem. Caminham paralelos e encontram-se na vida cultural, na espiritualidade - incluem tudo pois sabem que tudo tem a ver com tudo, como gostam de dizer. Quando se amam, basta um olhar para se entenderem.

O lado sensual da vida a dois será regada a romantismo e climas misteriosos muita viagem e grande dose de altruísmo. Como tendem a se enganar e fantasiar podem se chocar quando percebem que um não é exatamente aquilo que o outro imaginou. Com seu dom para criar realidades alternativas pode viver um sonho - em que cada um representa um pouco o que o outro deseja ver.

Com o tempo, aprendem a se mover com sutileza na sensibilidade de cada um. Outros fatores astrológicos que temperem a tendência ao sonho e façam com que ambos mantenham os pés na terra podem tornar essa associação muito rica e produtiva.